quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Rótulos


Estava no trabalho um dia desses e sem querer acabei pegando o fim de uma conversa..
eram alguns garotos que conversavam entre si. Lembro-me do questionamento de um deles: "...mas, e se teu filho for gay??? o que você fará?"
E o outro sorrindo respondeu: "ah, sei láh, eu daria um cd do (NXZERO) pra ele e mandaria ele se trancar no quarto.
Isso me deixou pensativa.
Tenho 24 anos, totalmente descolada de rótulos, bem resolvida, casada com uma MULHER à quatro anos e feliz.
Bah! o questionamento me surgiu à mente quando me deparei com aquela pergunta: O que você faria se teu filho fosse homossexual???
Tah! mas...se essa mesma pergunta fosse direcionada para um casal gay, como soaria? Tipo...o que você faria se teu filho fosse HETEROSSEXUAL???
De verdade, não existe nada nesse mundo que me machuque tanto quanto a falta de bom senso em relação ao ser humano. O que as pessoas não conseguem entender é que, independente do sexo da pessoa que está ao meu lado sou cidadã do bem, que cumpre com todos os meus deveres perante à sociedade e que acima de tudo possuo sentimentos....sim, nós, os taxados viadinhos e sapatões também possuimos um coração....que bate e sofre como qualquer outro.
É chato saber que pessoas com o mesmo grau de instrução que o meu ainda se dá ao luxo de querer pré-julgar o próximo pela cor, pela roupa que veste, pela chamada "opção" sexual.....isso é ser pequeno e vazio.
Preconceitos existem eu sei ( e graças ao meu bom Deus, devo agradecer-lhe sempre pois, foram pouquissimas as vezes que fui apontada ou pré julgada pela minha opção),mas certamente esse mundo seria um lugar mais bonito e mais fácil de se viver se não existessem pessoas com tão pouco amor pra dar néh?
Me questiono no sentido de tentar entender o que leva um cara a raspar a cabeça, levantar uma bandeira e gritar ao mundo que odeia o próximo por isso ou por aquilo.
É muito fácil ser macho em grupo néh?...porque que estas pessoas que se julgam donos do mundo não aparecem na Av. Paulista todo dia 13 de Junho? porque eles não aparecem para enfrentar uma multidão de dois milhões de homens e mulheres que não possuem medo de levantar suas bandeiras coloridas e dizer ao mundo: SIM! SOMOS GAYS....SOMOS FELIZES POR NOS AMARMOS ASSIM COMO SOMOS E SÓ ESTAMOS AQUI PARA MOSTRAR QUE O AMOR É LIVRE POR NATUREZA....E NÃO PRECISA DE SEXO, COR OU RAÇA PARA ACONTECER.....Ali não levantamos somente a bandeira com as cores do arco-íris, levantamos a bandeira da pobreza, da vergonha dos políticos que governam o nosso país, da polícia e suas impunidades....levantamos a bandeira do amor ao próximo e da liberdade de expressão.
O que adianta pensarmos na geração de nossos filhos, se serão ou não gays ( como se isso fosse doença com possibilidades de cura)....o que adianta pensar em uma geração futura se não trabalhamos em pról da geração presente???
O homem deve parar de pensar em como destruir o próximo e começar a trabalhar a idéia de como aprender a AMAR o próximo.
Eu sou livre.....EU AMO!!!
Esse deveria ser um novo selo a ser criado: EU SOU LIVRE...EU AMO O PRÓXIMO
Amor é sempre amor...independente se colorido ou em preto e branco.

7 comentários:

Fernanda Gomes disse...

Ei Anne, não sou assim tão arrogante quanto pareci.. hehe!

É que nesse caso.. nesse contexto, sim eu tinha razão.. mas eu sei voltar atrás, desculpar, perdoar e também pedir perdão quando necessário..

Quanto aos rótulos, desencana!
As pessoas tem necessidade de se agrupar, para se defender.. sei lá eu do que ou de quem.. uns dos outros talvez.. com o tempo as pessoas vão perceber que não tem diferença a cor, nacionalidade, homem ou mulher, bi, hetero ou homo.. o que vale é o caráter, a hombridade a índole.. enfim..
coisas que distinguem umas pessoas das outras.. :D

Volte sempre por lá..

um beijo!

Anônimo disse...

Oi!
Gostei muito do post.
Mas que se danem os rótulos.
O importante é amar.

Beijos e obrigada pela visita.

Fernanda Gomes disse...

Hehehehe

sem stress!

a gente sabe como são essas coisas..


Mas é isso! :D

Um beijo!!!!

Si disse...

ja passei por td tipo de preconceito, familia, trabalho, ja fui julgada e senteciada, ja perdi amor por conta disso, ja briguei,enfim ja passei por td que vc possa imaginar e mais alguma coisa. Dei minha cara a tapa e o faço qtas x for necessario.Se aqueles q nos atiram pedras parassem por um segundo e vissem acima de td que temos carater, somos seres humanos, que ao invez de nos julgarem pela condição sexual, julgassem pelas atitudes q ja tivemos, seria bem melhor neh?enfim quem sabe esse dia ainda chegue.
bjss

Well disse...

Iii... esse povo é meio bobão mesmo. Tem um monte de gente preocupada com a vida dos outros e não se preocupa com a vida. Pra quê ficar se preocupando se o filho vai ser gay ou não? Ele deveria se preocupar em saber se o filho vai ser ladrão ou não, maconheiro ou não. E NxZero não é coisa só de gay assim como nem todo Corinthiano é maloqueiro, não é verdade?
É só deixar a vida rolar que tudo dá certo... ;) bando de babacões

Sasá disse...

Essa tal estupidez humana...

adorei o blog, beijos.

Karina K. disse...

Vi um comentário seu no blog da Si e passei pra conhecer. Gostei muito do teu cantinho, e ótimo esse post. Chega de rótulos, vamos viver os sentimentos!

Se quiser conhecer meu blog: http://equemequesabe.zip.net